Buscar

Lançamentos: The Voice of Your Blood Cries to Me From the Soil – Nero Bellum.

Atualizado: Set 26

O vocalista do Psyclon Nine nos dá uma coleção de canções eletrônicas experimentais fortemente atmosféricas e sombrias que nos tocam como uma trilha sonora sinistra.



Mais conhecido como a força motriz por trás da banda de black metal industrial Psyclon Nine, Nero Bellum lança novo álbum, evocativamente intitulado 'The Voice Of Your Blood Cries To Me From The Soil'. O disco é, estilisticamente, bastante distante do estilo banda, e como seu predecessor de 2019, ‘NFRN’, é uma exploração improvisada de síntese modular sem overdubs ou computadores. Os resultados são semelhantes com a série Ghosts do Nine Inch Nails, uma coleção de temas eletrônicos fortemente atmosféricos, percussivos, sombrios e experimentais.

Explicando o processo de criação por trás desses álbuns, Bellum afirmou anteriormente que "vivemos em uma época em que a música eletrônica se tornou infalível e perfeita, com um nível de precisão matemática e computacional nunca antes visto. Aos meus ouvidos, essa perfeição estagnou ao ponto da esterilidade. Com a maioria das músicas sendo inteiramente compostas em um ambiente virtual, decidi embarcar em uma jornada para encontrar instrumentos físicos que ressoassem com meu desejo de criar uma antítese ao estado atual da música eletrônica. Meu objetivo era encontrar músicas por meio de experimentação, capturando cada clique e pop no processo. Cada imperfeição que de outra forma seria editada e descartada seria celebrada e empurrada para o centro da minha tela. ”

Ele acrescenta: "Minha jornada me guiou para o mundo da síntese modular, com o conceito de um instrumento que poderia ser personalizado e reconfigurado ao meu gosto sendo muito atraente. Embora muitos sintetizadores de 'formato fixo' ofereçam predefinições que podem promover a repetição, os sintetizadores modulares forçam o usuário a construir um instrumento do zero. Seguindo os passos dos pioneiros da Costa Oeste, como Morton Subotnick e Suzanne Ciani, fiquei encantado com o formato e a filosofia Buchla. Usando a incerteza controlada para invocar a evolução e explorando relações harmônicas como eles se aplicam à modulação para cultivar novos timbres e permitir que o instrumento tenha um voto em uma simbiose não democrática”.



Gostou? Compartilhe!


Notícias relacionadas:


© 2020 by Black / Blue Rock News

  • White Facebook Icon